Advertiser 2
16
sábado, 30 de outubro de 2010 Post By: Lilah

O lado, nem tão doce, da internet



O ano era 2007. A net bbb vivia uma confusão nunca antes vista. Malucos surgiam de todo canto, com as histórias mais mirabolantes do mundo. Eu, na época não tinha blog, não entendia o que era blogosfera e gostava mesmo era de falar mal da Siri (vou perder leitores, eu sei) e babar horrores na cueca branca do Alemão. E num dia desses eu conheci, virtualmente,uma pessoa. Em comum nós tínhamos o fato de gostar de escrever e ter uma penca de meninos. Os dela ainda crianças. Os meus já crescidos. Ela, jornalista. Eu professora. Ambas, comentaristas, ambas casadas. Ambas insones. Ficamos amigas. De jogar conversa fora nas madrugadas e cobiçar a bunda do Alemão.

Ele nessa época era só um conhecido. Gentil e prestativo, meio ingênuo. Ok, muito ingênuo. Inteligente e divertido, mas solitário. Um dia, ela me conta que o casamento, que já não parecia feliz a muito tempo, começava a acabar. E de repente, o menino ingênuo e a jornalista inteligente viraram amigos de infância. E eu assisti de fora. E, confesso, uma das únicas vezes que minha itnuição falhou miseravelmente. Eu acreditei. Eu ajudei. Eu incentivei e acarinhei.

Ela, ocupada com trabalho e cheia de projetos....mas engraçado, sempre com tempo sobrando na net...nunca tinha tempo de vir conhecê-lo. Eram problemas e mais problemas. Ele, sem grana para bancar a viagem. O tempo passou. Um mês, dois, seis, um ano. E eu comecei a ver furos. A estranhar a reticência, mas ainda acreditando. Ainda achando que ali existia algo de verdadeiro. Meu Deus, eu falava com os dois! Eu vi, eu ouvi, eu vivi. Não podia ser história. 
Finalmente ela cede a pressão. E marca a viagem. E mostra passagens compradas, com data e número do voo. E tudo parece finalmente caminhar para o final feliz. Dois dias antes da data do embarque um sumiço. Telefones, msn, skype...nada responde. Nenhum contato. Então uma notícia, por um "parente", de que ela estava muito doente, mal súbito. Comoção entre os amigos. Desespero dele. Tudo confuso e estranho, assustador.

Um grupo de amigos se mobiliza. Milhas doadas, vaquinha, endereço e telefone na mão, ele embarca para o encontro, que se não seria o sonhado, seria finalmente um consolo. Mas no destino não existe o endereço dado. No hospital, nenhuma pessoa. O telefone fora desligado uns dias antes e a companhia não sabia ou não podia informar o assinante ou o motivo. Ele, perplexo,volta para o Rio sem saber o que aconteceu. Sem entender o que leva uma pessoa a ter tal comportamento.

As pessoas envolvidas se sentem perplexas, traídas. Amizades se desfazem por que fica uma desconfiança de quem fez o que e por que. Eu passei meses longe da net. Mudei meu nick, mudei de ares por que aquela história me fazia mal demais. Não pelas milhas que perdi. Não me fizeram falta. Foram dadas de coração limpo e alma tranquila. Mas por toda a dor causada e toda a tristeza e desconfiança que ficou.


Nunca mais soube dela. Uma ou outra vez achei que havia visto algo de comum em um comentário de blog, um gênero de escrever, uma história contada...mas nunca tive certeza. Ele nunca se recuperou totalmente. Principalmente por ser visto às vezes, como vilão de uma história em que foi vítima. Ou pelas chacotas de quem o achou ingênuo demais. Não sei. 
 
Semana passada eu segui um link. E ao ler me vi de novo vendo uma história já conhecida. Me calei. Por que eu não tinha nem provas e nem motivos para falar nada. Comentei rapidamente apenas com a Washkel,meu baú predileto. E deixei. Até que a mentira veio a tona e eu assisti entre chocada e triste, mas não exatamente surpresa. Sabe? As vezes um raio cai duas vezes no mesmo lugar. Ou pelo menos bem próximo.




  1. Oi Lilah.

    Mais uma prova, infelizmente, de que pé atrás e caldo de galinha, mal não faz!
    Bjs

  1. Estranho...será que é o que estou pensando..não pode...será...

  1. Eu também já vivi minha cota de situações virtuais terriveis, que não vale a pena nem comentar... mas passou foi-se... Aqui, como em qualquer outro lugar do mundo, lobos se vestem de ovelhas e anjos se revelam demônios em potencial... Mesmo hoje vez ou outra me pego as volta com resquicios desse acontecimento triste e me pego várias vezes pensando pq eu respondi ao primeiro "oi" ou fim "aquela postagem"... Eu me arrependo de algumas coisas!!!

  1. Nossa inacreditavel... Como descobriram que era mentira???

  1. Lilah, acabei de ler seu post, e que bom que você conseguiu abrir seu coração, e se livrar disto. Eu já vivi muita coisa web afora, mas os epsódios ruins estão mortos e enterrados, e deles não vou mais lembrar (inclusive os que se tornaram reais).

    Mas se foi ruim, o que faço aqui?? Porque tem muita gente boa,informação, diversão, e crescimento. Continuo acreditando que existem pessoas viáveis e maravilhosas a conhecer, além das que conheço e guardo e cultivo com carinho. Tenho amigos reais que fiz aqui, onde há respeito, cuidado, admiração, alegria, partilha, colaboração, amor e boa vontade. Já fui a SP e conheci várias pessoas, e também já fui visitada aqui no Rio... não gosto muito de mostrar minha cara na web, mas quem me conhece, sabe que eu existo, kkkk!!

    A web, o reino das idéias, é como um enorme cardápio. Pode ser uma experiência maravilhosa, ou trazer uma enorme indigestão. Ainda bem que existem bons antiácidos no mercado, rsrs.

    Feliz daquele que sabe quem é de mentira, mas quando somos enganados, é só questão de tempo, a verdade não tarda a se mostrar, acaba saindo nos poros.

    Beijos.

  1. Olha, como falei lá no post do Mauj, eu me espanto ainda com a baixeza que o ser humano pode atingir. mesmo tendo sofrido situações inusitadas por pessoas que conheci na net, eu ainda consigo me horrorizar. Vai chegar o dia em que alguém realemten vai precisar e não haverá mais um cristo que confie. Isso me causa muita pena....


    Xerinhos
    Paty

  1. Anônimo

    bah, menina!

    Essa historia eh familiar com qualquer pessoa que use net a uns anos.
    Tenho uma amiga q ate hj acho q era homem
    conheço um homem que era mulher e se disse "morto".
    um outro q conheci, que porque eu nao dava atenção q ele queria, disse que sofreu um acidente ficou quase morto, mandou email pelo irmao no email dele,pensa?! o morimbundo lembrou de pedir ao irmao mandar email a mim,,,que era uma amiga distante...
    fiquei deveras preocupada e o que fiz??? liguei para todos os hospitais da cidade dele, em Lisboa, ninguém com o nome dele. Bom a historia ainda eh longa deixa pra la rs, so ajudar a ilustrar mais o seu post.
    Beijos

    Mana

  1. Estou chocada! Como assim você babava na sunga branca do Alemão! Perdeu meu respeito pra sempre! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Amiga, não importa o grupo que você pertença nessa blogsfera, mas essas histórias sempre permeiam algum. Você vai ouve um relato aqui, participa de uma conversa ali e no final, temos um monte de gente magoada e mais um golpe se desenhando.
    Todo golpe tem que ter um motivo, e nem sempre é financeiro, a psicopatia da mente humana é maior do que sonha a nossa vã filosofia! Uma pena.

  1. Gente... Acreditam que estou aqui na Bélgica seguindo essa histoira digna de uma novela das oito ?
    Estive no blog da Anna e estive tbém no "Mundo da Florzinha" e li varios posts... Não sei nem o que dizer, se não que espero que no final disso tudo entre mortos e feridos que todos sobrevivam (no sentido bem amplo da palavra mesmo)
    Estou chocada, diferente da maioria de vocês é a primeira vez que ouço algo assim tão "escabroso".
    ...

  1. Anônimo

    ...vergonha e hj em dia até "medo"(infelizmente)da netbbb!!!

    Viva às,poucas,exceções!

  1. Lilah,

    Acabei de ler o post do Mauj e em seguida vim aqui.

    Sinceramente, não fiquei chocada! E nem indignada! Sou desconfiada, e muito, às vezes, até demais.

    Foi ao tal blog algumas vezes, li, mas não comentei e nem divulguei. Não sei, sempre travava e não me dava a mínima vontade de comentar algo, mas vi muita incoerência e contradição.

    Mas acho injusto tudo isso, com as pessoas que de ter coração tão bom, muitas vezes cegam o bom senso.

    E ninguém consegue manter uma mentira por muito tempo, de repente não consegue sustentar uma história.

    E vamos seguindo em frente, e sempre nos depararemos com esse tipo de coisa na net, fazer o que, se não existe radar para psicopatia. =\

    Beijos.

  1. Anônimo

    Não querendo entrar no mérito, até pq baú não fala, apenas guarda (rs), foi o que comentamos: quando uma pessoa sente alguma coisa é pra ficar no alerta, mas quando duas pessoas têm a mesma intuição sai correndo pq tem caroço nesse angu!
    O mais importante, e o que devemos levar, é que existem mais pessoas boas do que más rodeando nossas vidas!

    Da brincadeira estou começando a pensar que é verdade: nossa turma realmente é um bando de bruxinhas...rsrsrs

    Beijos

    KEL

  1. Lilah...eu não entendo quase nada desse mundo da internet,mas sempre tento ver o melhor das pessoas com quem converso nesse mundo virtual...não é difícil nos enganarmos e sofrermos uma decepção...mas, o mundo dá muitas voltas e as mentiras sempre aparecem, mais dia menos dia...muitas vezes não queremos acreditar em nossa intuição e acabamos feitos de bobos...o importante é que quando temos amigos verdadeiros eles podem nos ajudar e alertar para o perigo...eu encontrei nesse mundo virtual uma amiga que me serve de guia...sempre que tiver uma dúvida sei que posso recorrer a ela que ouvirei bons conselhos...acho que nós duas encontramos essa pessoa especial...sorte nossa!

    Ser enganadas não nos faz menores...mas, nos dá a convicção de que acreditamos no ser humano...infeliz é o que engana porque vai ter sempre que se esconder atrás da mentira e nunca terá o prazer de ser ele mesmo!

  1. MusaNorminha

    Lilah assim não vale vc conta o milagre mas não apresenta o santo? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  1. Nossa Lilah,
    Não entendi muito bem a história...até pq sou meio lerdinha mesmo...mas entendi que houve mentira, traição, enganação.
    Coisa triste, pq atras da tela do pc a gente nunca sabe com quem está lidando.
    Sou muito desconfiada, não me envolvo em situações esquisitas, então nunca presenciei nada parecido, mas deve ser uma barra passar por algo semelhante e ainda sofrer desconfianças!

    Nem sei mais o que dizer, mas adorei o último parágrafo da SoniaDalporto e faço minhas as palavras dela!!!

    Grande beijo,

    Cláudia

  1. Lilah, quase que a história foi igual né.
    mas dessa vez o novelo se enrola mais, do lado da enrolada... que loucura tudo isso...
    fico indignado, que vida é essa, que a pessoa perde horas de sua vida para enganar, plantar ilusões, dissimular? que sentido há na vida dessas pessoas?

    sinto muito pelo seu amigo... e a moça, colherá o que plantou.
    bjs

Copyright Reserved Tramas, Tranças e Bobagens 2010.
Design by: Lilah | Template Adaptado by Lilah | supported by One-4-All